NOTÍCIAS

01/09/2021 19:42:29

WORKSHOP SOBRE O PAPEL DO OFICIAL DE JUSTIÇA COMO PACIFICADOR ENCERRA AS ATIVIDADES DO PRIMEIRO DIA DE CONOJAF


O primeiro dia de atividades do 13º CONOJAF e 3º ENOJAP foi encerrado, nesta quarta-feira (1º), com um workshop sobre o papel do Oficial de Justiça como transformador social e pacificador.

Com o tema “Meios de resolução de conflitos em tempos de pandemia: a atividade do oficialato integrada à visão sistêmica de justiça”, o debate foi conduzido pela presidente da Assojaf/PE Ana Paula Albuquerque e teve como convidados o Diretor de Secretaria do Juizado Especial Federal de Botucatu (SP) Marcos Antonio Castro; o advogado trabalhista Marcondes Oliveira; o Juiz do Trabalho Eduardo Camara e a Oficial de Justiça do TJPE Jane Carvalho da Silva Moraes.

Na abertura, Ana Paula destacou os avanços na concepção da democracia e ressaltou que a cidadania envolve o acesso a uma condição que possibilite o desenvolvimento da condição humana.
A painelista explicou que o objetivo era debater a visão dos Oficiais de Justiça sobre as técnicas de operação da capacidade de devolver para o jurisdicionado a possibilidade de participação no conflito a que ele está inserido. “O Oficial enquanto pacificador, favorece uma comunicação mais fluida nesse processo, diante do contato direto com o jurisdicionado”.

Para os participantes do workshop, o Oficial de Justiça precisa ter consciência da necessidade desse conhecimento e as instituições precisam oferecer treinamento e ferramentas para essa atuação.

O pertencimento da figura do Oficial de Justiça dentro do Judiciário também foi debatido durante a atividade. Para Marcos Antonio Castro, todo ser humano pertence a um grande sistema, que querer harmonia para seu bom funcionamento. “Todos que compõem a máquina judiciária pertencem a essa família”, disse.

A atuação do Oficial como conciliador, diante do contato direto com o jurisdicionado, também foi apresentada no último painel desta quarta-feira.

Assédio - Os mais de 400 inscritos também acompanharam, neste primeiro dia de CONOJAF, a palestra sobre Assédio Moral, Sexual e Virtual com a psicóloga Maria Rafart. A palestrante iniciou dando a noção sobre os tipos de comportamento, interno e externo, que envolvem o indivíduo.

De acordo com ela, o comportamento humano possui uma tríade composta pela base biológica, social e psicológica. “Nesse sentido, o ser humano é um ser biopsicossocial”.

Durante a exibição, Maria Rafart explicou que a emoção é a primeira manifestação nos casos que envolvem assédio. Ainda segundo a psicóloga, as mulheres são as maiores vítimas de assédio no Brasil. “E não é a lógica biológica que deveria persistir”, completou.

Sobre a exposição do Oficial de Justiça aos tipos de assédio, a psicóloga considera que, diante da variedade de culturas e comportamentos existentes na sociedade, não apenas os Oficiais, mas todos os indivíduos estão sujeitos a serem vítimas de assédio. “Estamos sempre entre o mundo interno e externo e isso determina o nosso posicionamento. Se a pessoa sabe se posicionar bem, é mais feliz”.

O CONOJAF virtual de 2021 será retomado nesta quinta-feira (02) a partir das 10 horas com a palestra “O reflexo das emoções no corpo e a técnica de liberação emocional – EFT” com o Oficial de Justiça Isaac Oliveira.

Da Fenassojaf, Caroline P. Colombo