NOTÍCIAS

10/12/2018 14:49:27

PROJETOS SOBRE CEMAN E SAO-PJe DESENVOLVIDOS NA PARAÍBA SERÃO UTILIZADOS EM TODO O BRASIL


Projetos desenvolvidos pelo TRT da 13ª Região serão utilizadas por Regionais em todo o país. A decisão foi anunciada durante a reunião do Comitê Gestor Regional do PJe-JT, que aconteceu na sala de reuniões da presidência do TRT da Paraíba na última semana e que contou com a presença do juiz auxiliar da presidência do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e coordenador do Comitê Gestor Nacional PJe-JT, juiz Fabiano de Abreu Pfeilsticker.

A reunião foi presidida pelo desembargador Leonardo Trajano, que é presidente da Comitê, e contou com a participação do juiz Luiz Evaristo Barbosa, do TRT de Minas Gerais (3ª Região), que é coordenador do Grupo Nacional de Negócios do PJe, bem como dos juízes Humberto Halison Barbosa de Carvalho (titular) e Silva e Lindinaldo Marinho (substituto) do TRT da Paraíba.

O desembargador Leonardo Trajano considerou muito importante esse diálogo: “Houve um bom debate entre os representantes do CSJT, TST e do TRT13 a respeito de projetos desenvolvidos na Paraíba que serão aproveitados em âmbito nacional. A reunião foi muito produtiva e destaca o nível de excelência do setor de TI do Tribunal e o compromisso do desenvolvimento desses projetos, que, penso eu, serão muito importantes para a Justiça do Trabalho”, disse Leonardo Trajano.

Os projetos Central de Mandados e SAO-PJe foram desenvolvidos no Núcleo de Desenvolvimento e Sustentação do PJe, da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação do TRT13 (Setic), que tem a coordenação do servidor Bruno Rafael de Araújo Sales.

Projeto para todos os segmentos da Justiça

O juiz Fabiano Pfeilsticker explicou que o CSJT fez uma descentralização do desenvolvimento do PJe-JT e está contando com a participação dos Regionais Trabalhistas e com o TST. “Para cada Regional foi distribuído um projeto, ou mais de um, como foi o caso da Paraíba, que recebeu dois projetos – Central de Mandados e SAO-PJe”, disse. Segundo ele, projetos de extrema importância, que já estavam em experiência na Paraíba, sendo muito bem-sucedidos e que despertou interesse do Brasil inteiro, “porque resolvemos trazer o SAO, que é um sistema satélite de uso facultativo, para ser uma ferramenta internalizada dentro do PJe”.

Para o juiz auxiliar da presidência do TST, o projeto desenvolvido na Paraíba é uma experiência muito bem-sucedida. “Nós não conseguiríamos isso sem essa colaboração dos Regionais, e o TRT da Paraíba é um dos maiores parceiros do CSJT. Foi o primeiro Tribunal que se dispôs a contribuir, construindo um módulo para o projeto de forma descentralizada. Nós estamos negociando com o CNJ para levar esse módulo da Central de Mandados, não só para a Justiça do Trabalho, mas para as Justiças Comum, Eleitoral, Militar e Federal do Brasil inteiro”, disse.

O diretor da Setic, Rodrigo Cartaxo disse que essa foi a segunda reunião dos juízes do TST com o Comitê Regional do PJe-JT e a equipe de desenvolvimento do projeto. “Repassamos informações sobre os projetos SAO-PJe e Central de Mandados, que são sistemas totalmente desenvolvidos no TRT 13 e que serão incluídos no PJe nacionalmente”, disse. O encontro contou com a participação do diretor da 8ª Vara do Trabalho de João Pessoa, Arinaldo Alves e do presidente da Assojaf/PB Ricardo Oliveira da Silva, que também são integrantes do Comitê Gestor Regional do PJe-JT.

Fonte: Assojaf/PB